terça-feira, 6 de julho de 2010

Oração


Deus, Tu que me deste a vida, me fizeste ter uma família abençoada, me deste uma mente e um corpo saudável, Tu que me amas como sou, realizastes tantos milagres em minha vida e ainda me dá a oportunidade de escolher mesmo sabendo cada escolha que irei fazer, e Tu sabes porque conheces meu coração, me conheces de olhos fechados, me conheces melhor que eu mesma.
Pai Divino, é bom saber que independente de raça, cor, religião, ou qualquer outro tipo de divisões sociais, para Ti eu sei que sou única e insubstituível. Pai eu sei que Tu me amas e por isso mandou Teu filho para me salvar, este que com seu próprio sangue reconstruiu a ponte que Adão e Eva quebraram. E por mais que eu erre Tu sempre me perdoas.
Senhor, diante de tudo que por mim fizestes como poderia eu Te renunciar? Como poderia eu erguer meus braços e não Te louvar? Como poderia eu cantar tantas músicas mundanas e me calar diante de uma música que Te exalta? Como eu posso me lembrar de Ti somente nas horas de desespero e ainda Te culpar por minhas tristezas? Como posso eu não seguir teus conselhos e obedecer teus mandamentos? É, Pai Celeste, apesar de tudo que por mim fizestes, eu sou uma filha ingrata! E, como Jesus disse “atire a primeira pedra quem nunca pecou!”, Tu és o único que pode atirar pedras em mim, mas ao invés disso me levantas, me proteges e me deixas recomeçar.Então, Pai, o que mais eu posso Te pedir se já deste tudo o que eu precisava? Deus, eu não posso Te pedir mais nada, até mesmo porque não sou digna de tanta bondade, mas eu tenho muito pelo que agradecer, até porque se estou viva hoje é por bondade Tua, aliás... Tudo o que tenho é por vontade Tua, e também muito pelo que pedir perdão. Sendo assim, o que me deres aceitarei de boa vontade, e o que me tirares, não minto, muito triste ficarei, mas logo me conformarei.

Ananda Liane

Um comentário: