quarta-feira, 10 de novembro de 2010

F.A.K.E.


Dizem que por internet não existe amizade verdadeira, só existe falsidade, fingimento entre outras cousas nada boas. Principalmente se você conhecer essa pessoa em um lugar denominado "Fake" onde ninguém sabe quem é ninguém. Eu não concordo com essa de que todo mundo neste "mundo virtual" seja falso, fingido... Talvez seja verdade o que todos dizem pra mim e eu seja ingênua demais pra ainda acreditar... Mas como toda regra tem sua exceção, eu acho que encontrei a exceção pra essa regra...
As vezes eu penso: "Foi um erro eu ter criado isso, é um erro maior ainda permanecer nesse erro!" mas então, penso em vocês... com quem eu realmente construí uma amizade no dito off, então eu me esqueço totalmente que ter criado um fake foi um "erro". Se eu acreditasse na existência do destino, diria que foi ele que colocou-me na vida de vcs e vice-versa! Mas, na verdade, eu acredito mesmo é que Deus escreve certo por linhas tortas, e o livro no qual ele escreve se chama destino ou livro da vida, de todas as vidas, então acho que ele "entortou" as linhas das nossas vidas e acabou entrelaçando-as. Eu O agradeço por isso!
De alguma forma, vocês tem aquilo que em mim falta, e eu não sei explicar o que sinto por vocês, da mesma forma que não sei pq moramos longe e sentimos tanta a falta um do outro! Ou pq essa saudade dói tanto D:
Se minha vida fosse uma série de livros dedicaria no mínimo um à cada um... E... nossa! Quando isso tudo começou a ser tão real? Não sabe? Nem eu u.u E isso não importa... pelo menos não pra mim! Eu amo vocês, e quando digo isso não é da boca pra fora, ou palavras jogadas ao vento, ou whatever... você conquistram meu carinho imenso e meu amor.
Pode ser que tomemos caminho diferentes, eu saia da vida de vocês, ou vocês da minha, eu não sei, e espero que isso não aconteça, mas se acontecer... Eu preciso dizer que vocês será uma parte de mim que esquecer nunca irei...

Dedico à:

  1. Anna que comigo à todo momento esteve, minha loira bêbada
  2. Kev aluno que sempre soube me aconselhar, e que sempre precisa de conselho
  3. Vittoria pra sempre minha diva, que não gosta da Megan Fox, como eu
  4. Lordy o que sinto por ti muito vai além das explicações...
  5. Cath minha louca, maluca pertubada, que não importa o quanto a gente brigue, eu sempre te amarei...
  6. Remy minha tia malucona, TiaCriança que eu amo mt³
  7. Curtição, escreve errado, me xinga, mas eu te gosto muito *-*
  8. Emma Minha menina, minha cinderela de saia justa!
  9. Becky/ Scar/ Karoline Minha Scar forever, minha filhotinha, palavras que eu conheço pouco dizem do tanto que eu queria te dizer... minha fadinha *-*
  10. Scazú Never louca *-* dramááááááááticaaa! mas eu te amo mesmo assim *-*
  11. Lari Minha burrinha, macaca-anta, loira natural, muuuiiitoo especial pra mim, ta?
  12. Meet Meeeu Meet, meu chato preferido, meu conselheiro, não existem palavras pra te dizer o quanto és especial para mim *-*

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Música

Sem a música, a vida seria um erro.
Friedrich Nietzsche


A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende.
Arthur Schopenhauer

Mulheres



"Certo dia parei para observar as mulheres e só pude concluir uma coisa: elas não são humanas. São espiãs. Espiãs de Deus, disfarçadas entre nós.
Pare para refletir sobre o sexto-sentido.

Alguém duvida de que ele exista?

E como explicar que ela saiba exatamente qual mulher, entre as presentes, em uma reunião, seja aquela que dá em cima de você?
E quando ela antecipa que alguém tem algo contra você, que alguém está ficando doente ou que você quer terminar o relacionamento?
E quando ela diz que vai fazer frio e manda você levar um casaco? Rio de Janeiro, 40 graus, você vai pegar um avião pra São Paulo. Só meia-hora de vôo. Ela fala pra você levar um casaco, porque "vai fazer frio". Você não leva. O que acontece?

O avião fica preso no tráfego, em terra, por quase duas horas, depois que você já entrou, antes de decolar. O ar condicionado chega a pingar gelo de tanto frio que faz lá dentro!

"Leve um sapato extra na mala, querido.
Vai que você pisa numa poça..."
Se você não levar o "sapato extra", meu amigo, leve dinheiro extra para comprar outro. Pois o seu estará, sem dúvida, molhado...

O sexto-sentido não faz sentido!
É a comunicação direta com Deus!

Assim é muito fácil...

As mulheres são mães!

E preparam, literalmente, gente dentro de si.

Será que Deus confiaria tamanha responsabilidade a um reles mortal?

E não satisfeitas em ensinar a vida elas insistem em ensinar a vivê-la, de forma íntegra, oferecendo amor incondicional e disponibilidade integral.

Fala-se em "praga de mãe", "amor de mãe", "coração de mãe"...

Tudo isso é meio mágico...

Talvez Ele tenha instalado o dispositivo "coração de mãe" nos "anjos da guarda" de Seus filhos (que, aliás, foram criados à Sua imagem e semelhança).

As mulheres choram. Ou vazam? Ou extravazam?
Homens também choram, mas é um choro diferente. As lágrimas das mulheres têm um não sei quê que não quer chorar, um não sei quê de fragilidade, um não sei quê de amor, um não sei quê de tempero divino, que tem um efeito devastador sobre os homens...
É choro feminino. É choro de mulher...
Já viram como as mulheres conversam com os olhos?
Elas conseguem pedir uma à outra para mudar de assunto com apenas um olhar.

Elas fazem um comentário sarcástico com outro olhar.

E apontam uma terceira pessoa com outro olhar.
Quantos tipos de olhar existem?

Elas conhecem todos...
Parece que freqüentam escolas diferentes das que freqüentam os homens!

E é com um desses milhões de olhares que elas enfeitiçam os homens.

EN-FEI-TI-ÇAM !
E tem mais! No tocante às profissões, por que se concentram nas áreas de Humanas?

Para estudar os homens, é claro!

Embora algumas disfarcem e estudem Exatas...

Nem mesmo Freud se arriscou a adentrar nessa seara. Ele, que estudou, como poucos, o comportamento humano, disse que a mulher era "um continente obscuro".

Quer evidência maior do que essa?

Qualquer um que ama se aproxima de Deus.
E com as mulheres também é assim.

O amor as leva para perto dEle, já que Ele é o próprio amor. Por isso dizem "estar nas nuvens", quando apaixonadas.

É sabido que as mulheres confundem sexo e amor.

E isso seria uma falha, se não obrigasse os homens a uma atitude mais sensível e respeitosa com a própria vida.
Pena que eles nunca verão as mulheres-anjos que têm ao lado.
Com todo esse amor de mãe, esposa e amiga, elas ainda são mulheres a maior parte do tempo.
Mas elas são anjos depois do sexo-amor.
É nessa hora que elas se sentem o próprio amor encarnado e voltam a ser anjos.
E levitam.
Algumas até voam.
Mas os homens não sabem disso.
E nem poderiam.
Porque são tomados por um encantamento
que os faz dormir nessa hora."
Veríssimo

"O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos.
A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença."
Luis Fernando Veríssimo

"Mas eu desconfio que a única pessoa livre, realmente livre, é a que não tem medo do ridículo."

Luis Fernando Veríssimo

-


"Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente."

William Shakespeare

-


Duvida da luz dos astros,
De que o sol tenha calor,
Duvida até da verdade,
Mas confia em meu amor.

William Shakespeare

-

"Ele: Senti sua falta hojena escola, por que você não foi?
Ela: É, eu tive que ir ao médico.
Ele: Ah, mesmo? Por que?
Ela: Ah, nada. Consultas anuais, só isso. Então, o que tivemos em matemática hoje?
Ele: Você não perdeu nada demais. Só um monte de anotações.
Ela: Ok, bom.
Ele: É.
Ela: Ei, tenho uma pergunta.
Ele: Fale.
Ela: O quanto você me ama?
Ele: Você sabe que eu te amo mais que tudo. Por que a pergunta?
Ela: (silêncio)
Ele: Tem algo errado?
Ela: Não, nada mesmo.
Ele: Ok.
Ela: O quanto você se importa comigo?
Ele: Eu te daria o mundo numa batida de coração, se eu pudesse.
Ela: Daria?
Ele: É, claro que eu daria. (parecendo preocupado) Tem alguma coisa errada?
Ela: Não, tá tudo bem.
Ele: Tem certeza?
Ela: É.
Ele: Ok, eu espero.
Ela: Você morreria por mim?
Ele: Eu me jogaria em frente uma bala para ela não te atingir, a qualquer dia.
Ela: Mesmo?
Ele: Mesmo. Mas agora, sério mesmo, aconteceu alguma coisa?
Ela: Não, eu tô bem. Você tá bem, nós estamos bem. Tá todo mundo bem...
Ela: Bom, tenho que ir. Te vejo amanhã na escola.
Ele: Tchau. EU TE AMO.
Ela: Também te amo, tchau.
O OUTRO DIA NA ESCOLA:
Ele: Ei, você viu minha namorada hoje?
Amigo: Não. Ela não estava aqui ontem também não.
Ele: Eu sei, ela estava agindo estranho no telefone ontem
Amigo: É cara, você sabe como as garotas são de vez em quando.
Ele: É, mas ela não.
AQUELA NOITE: (o telefone toca)
Ela: Alô?
Ele: Oi.
Ela: Ah, oi.
Ele: Por que você não foi na escola hoje de novo?
Ela: Ah, eu tinha outra consulta no médico.
Ele: Você está doente?
Ela: Hm, eu tenho que ir, minha mãe tá me chamando.
Ele: Eu espero.
Ela: Pode demorar, te ligo depois.
Ele: Tudo bem então, te amo (longa pausa)
Ela: (chorando) Olha, acho que devíamos terminar.
Ele: O que?! Por que?
Ela: Acho que é o melhor pra nós dois agora.
Ele: POR QUE?
Ela: Eu te amo. (ela desliga)
A GAROTA NÃO FOI PRA ESCOLA POR MAIS TRÊS SEMANAS, E NÃO ATENDEU AOS TELEFONEMAS.
Ele: E ai, cara.
Amigo: Oi. E ai, falou com sua ex?
Ele: Não.
Amigo: Então você não soube?
Ele: Soube o que?
Amigo: Não sei se eu seria a melhor pessoa para te contar, então, ligue nesse telefone. (passou um papelzinho para ele)
ELE LIGA NO NÚMERO DEPOIS DA ESCOLA.
Voz: Alô, Suppam County Hospital, aqui é a enfermeira Beckam.
Ele: Ah, eu devo ter ligado no número errado, estou procurando por uma amiga.
Voz: Qual é o nome dela? (o garoto dá as informações)
Voz: Sim, esse é o número certo. Ela é uma de nossas pacientes.
Ele: É mesmo? O que aconteceu? Ela está bem?
Voz: O quarto dela é o número 646, no prédio A, suíte 3.
Ele: O QUE ACONTECEU?
Voz: Por favor, venha aqui e veja o senhor mesmo, obrigada.
Ele: Espera! Não! (o telefone já tinha sido desligado)
O GAROTO FOI PARA O HOSPITAL. A GAROTA ESTAVA DEITADA NA CAMA DO QUARTO. ELA PARECIA FRACA.
Ele: Meu Deus, você está bem?
Ela: (silêncio)
Ele: Amor, fala comigo!
Ela: Eu.. eu tenho câncer. Estou em suporte de vida.
Ele: (começa a chorar)
Ela: Eles vão desligar tudo hoje à noite.
Ele: Por que?!
Ela: Eu queria te contar, mas eu não podia.
Ele: Por que não?
Ela: Eu não queria te machucar.
Ele: Você nunca poderia me machucar.
Ela: Eu só queria ver se você sentia o mesmo que eu sinto por você
Ele: ?
Ela: Eu te amo mais que qualquer coisa. Eu te daria o mundo em uma batida de coração. Eu me atiraria em frente a uma bala para te salvar. Eu morreria por você.
Ele: …
Ela: Não fique triste, eu sempre vou te amar, estando aqui ou não.
Ele: Então por que você terminou comigo?
Enfermeira: Ei, jovem, o tempo de visita já acabou.
O GAROTO SAI, AS MÁQUINAS DE SUPORTE DE VIDA FORAM DESLIGADAS. ELA MORREU.
Mas o que o garoto não sabia é que a garota só fez aquelas perguntas à ele para poder ouvir ele dizer aquelas coisas uma última vez, e ela só terminou com ele porque ela só tinha mais três semanas de vida e pensou que assim causaria menos dor à ele, dando um tempo para ele esquecê-la antes dela morrer.
NO PRÓXIMO DIA: O garoto foi encontrado morto com uma arma em sua mão, e com um pequeno papel na outra, escrito: Eu disse à ela que levaria um tiro por ela, assim como ela disse que morreria por mim."
(Jonathas Campos)

P.S.: trágico, eu sei, e quem já não sabia o final?! Tudo bem existem aqueles que não conhecem a história, mas lembro da primeira vez que a li, e a achei linda... Mas coloco esse texto no meu blog dedicando à minha Fofona, só pq ela se arrepiou (se arrepia com tudo...)